Praia Grande sobe para categoria ‘C’ no Mapa do Turismo Brasileiro

Somente dez dos quinzes municípios da AMESC, que formam Instância de Governança Regional Caminho dos Canyons, entraram no novo Mapa do Turismo Brasileiro, divulgado pelo Ministério do Turismo no Diário Oficial da União (DOU), no último dia 26 de agosto. Segundo o Diretor Municipal de Turismo, Jorge Scandolara Praia Grande Capital dos Canyons foi o município de melhor classificação da Amesc, recebendo o certificado em categoria C relacionado ao Mapa. Além disso, a categorização ajuda o Ministério a definir o recorte territorial que deve ser trabalhado prioritariamente com investimentos para a melhoria da infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos. De acordo com o diretor, a categorização de Praia Grande no MTur é fundamental para fortalecer o turismo no município. “A categoria ‘C’ contempla aqueles municípios que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Fazer parte do MTur com a terceira melhor classificação nos permite pleitear recursos para promover melhorias e potencializar nossas infraestruturas turísticas”, destacou.

O diretor de Turismo explicou também que o avanço de Praia Grande para a categoria ‘C’ destaca o comprometimento da Prefeitura Municipal e de todo o Trade Turístico em fomentar o turismo. “Estamos atentos às demandas do setor como melhoria de infraestrutura, legalização e qualificação dos serviços. Esta é mais uma oportunidade para divulgar o turismo da nossa cidade”.

Segundo Jorge além da necessidade de o município ter um órgão de turismo em atividade e conselho municipal funcionando, o novo mapa exigiu outros critérios obrigatórios para a participação na plataforma: orçamento próprio destinado ao turismo e possuir prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório registrados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo.

Entre os benefícios do Mapa do Turismo estão a categorização dos municípios turísticos, que vai de “A” a “E”. Essa classificação é um instrumento de acompanhamento do desempenho das economias turísticas locais. Além disso, ele subsidia a priorização de investimentos por programas do Ministério do Turismo, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observando características peculiares de demanda e vocação turística.

Ao todo, 2.694 cidades de 333 regiões turísticas do país foram incluídas pelo Ministério do Turismo. Conforme o Mtur, em 2019, os estados e municípios contaram com novos critérios, compromissos e recomendações estabelecidas pelo órgão, entre elas a obrigação de participação em instância de governança e em Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Categoria:Exemplo de categoria